segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

O salto das solteiras



Estou seriamente pensando em bolar uma estratégia...

Olá queridos! Depois de um final de semana agitado estou de volta com algumas historinhas para o blog.

Sábado foi dia de casamento. Casaram-se nossos amigos Patrícia Lange e Dieres Martins, ele primo do Alex, aqui em Lajeado. O casamento foi lindo e super divertido, os noivos impecáveis e indescritivelmente felizes. Foi realizado o casamento civil na local da recepção mesmo e uma benção diferente do nosso também amigo teólogo David Orling. David foi muito feliz em suas colocações relembrando que nem só de momentos belos e felizes vive um casamento. É preciso ter determinação, confiança, respeito, amizade, companheirismo e muito amor para lidar com a rotina de um casamento. E sim, todos acreditamos que pode durar pra sempre! David terminou sua fala com o seguinte “eu não só os declamo marido e mulher, eu os declaro MADUROS”. Forte, não? Acima de tudo essencial.

Voltando a tradição da festa de casamento há sempre uma hora tão esperada pelas solteiras: a tentativa de pegar o buquê. E advinha quem pegou? Euzinha, pra variar. Sou uma colecionadora de buquês (e olha que até Santo Antônio eu já peguei!). Muitas meninas me xingaram, falaram que não valia, que eu já estava com a data do casamento marcada. Mas a tradição de pegar o buquê não vem acompanhada da lenda surgida na Grécia antiga de que quem o pegar será a próxima a casar? Estou apenas tentado comprovar isso...rs - O Alex não vai ter como fugir. E no mais, tenho menos de um ano para participar dessa brincadeira tão gostosa e que deixa os casamentos com um clima mais descontraído. Deixem-me aproveitar!

O Alex me perguntou: como tu faz para pegar? Se existe uma receita ela está em duas tacinhas de espumante, um par de saltos bemmm alto, ficar logo atrás da noiva (o buquê nunca vai muito longe não gente!) e acreditar que ele vai ser seu! Se der certo os homens é que precisam agilizar o noivado. Sem desculpas. E não vale acreditar na mentirinha de que pegar o buquê dá azar.

Estou louca para decidir como será o meu buquê. Dizem que ele protege os noivos, já que quando foi criado era composto por ervas e outros elementos naturais para que se espantasse o mal olhado. Hoje a beleza das flores faz com que se criem inúmeras e maravilhosas opções através da história de que estas geram harmonia e perfumam a vida do casal. Concordo que dá uma pena jogar o buquê oficial, abençoado pelo padre, por isso muitas noivas atiram um segundo buquê ou alternativas como bonecos em formato de sapo ou de Santo Antônio, mas a minha idéia ainda é presentear alguma solteira desesperada com o oficial. Veremos se ainda mudo de idéia.



O que vocês pensam sobre isso?



Beijos e boa semana



Josi


 Foto:  Pati, noiva lindona e o buquê./ arquivo pessoal
Foto: O tal salto do final de semana.

14 comentários:

  1. Se vc quis pegar o buquê, pra mim, problema algum, já que não acredito em superstições desse tipo.
    Mas, para quem acredita, de repente pode ter se sentido ofendido, sei lá.dar outro buquê de presente, sortear outro pode ser uma saída bem - humorada. gostei.
    Mas não gostei do solteira ' desesperada'( ainda que com um risco para quebrar o gelo da coisa) do seu texto.é incrível e triste como essas duas palavras costumam vir associadas pelas pessoas, como se os fatos fossem tão reducionistas assim " quem é solteira é desesperada e infeliz, quem é casada está satisfeita e feliz". Não, não é assim.Evito usar expressões desse tipo exatamente pelo preconceito implícito que vem junto delas.
    é minha opinião!!
    beijos ;-)

    ResponderExcluir
  2. Maria Valéria, respeito sua opinião mas isso é só para descontrair mesmo. O blog foi feito para divertir as leitoras. Todas nó sabemos que nenhuma solteira é desesperada e nenhuma casada a rainha da felicidade. Brincar com esteriótipos é uma maneira de provar que eles já não afetam e nem machucam. Somos maduras o suficiente para isso. O fato de ser loira por exemplo só me deu mais vontade de provar pro mundo o quanto sou competente. Chorar e lamentar não resolve...
    Ah, se o buquê da sorte ou não? Não sei! O que importa é a diversão do momento.
    Um beijão e continue acompanhando o blog!

    ResponderExcluir
  3. Tu me mata de orgulho, só tenho isso pra te dizer, heheheh

    ResponderExcluir
  4. kkkk Eu sei Maia! Pena que o teu eu não peguei. Duas explicações para isso: era muito cedo pra pensar em casamento ainda ou eu tinha bebido bem mais do que duas tacinhas de espumante...rs
    Beijãooooooooooooo

    ResponderExcluir
  5. Você leva jeito... eu não só nunca peguei um buquê na minha vida, por medo de cair na hora, como penso que... se estivesse com salto como o seu, cairia... Certo que sim! Bem... você é uma atleta em saltos...

    Quanto ao buquê... eu usei pimentas no meu... Com certeza não foram as pimentas que fizeram tudo dar certo, ter toda essa sorte de um casamento lindo (não digo só a festa), mas certamente uma forcinha não faz mal nenhum! Fica a dica.
    Continue escrevendo sobre os preparativos! O blog tá lindo e adoro acompanhar! Bjão e muita energia boa pra esse casal!!!

    ResponderExcluir
  6. Pô Josi, não sabia disso... acho que meu jeito de "jogar" o buquê deve ter sido frustrante então.... hahahahaha
    Já vi tanta mulher caindo no chão que resolvi fazer uma brincadeira diferente e adorei o resultado, além das fotos que ficaram LINDAS!!! Em breve te mando algumas!! Bjuus

    ResponderExcluir
  7. Flávia querida! Pimenta? Que legal!!! Nunca tinha ouvido falar, mas a idéia vai ao encontro daquela inicial de que o buquê da noiva servia para proteger o casal do mal olhado. Funcionou mesmo! Vocês são um casal lindo e cheio de boas energias. Quero uma foto sua com o buquê para colocar num post uma hora dessas, posso?
    Beijão e ficooo muito feliz que esteja curtindo e acompanhando...obrigada por tudo!

    ResponderExcluir
  8. Juzinhaaaaaaa! Tu me boicotou....rs
    Tua forma de "jogar" o buquê foi linda, super diferente e divertida! Eu ameiiii (apesar de não ter sido a contemplada). Quero essas fotos lindas também!!! E teu trash the dress amiga...que luxooooo!!!!
    Beijo, beijo ,beijoooo!

    ResponderExcluir
  9. Josi!!
    O blog está ótimo!! Estou adorando!! Parabéns

    Sobre pegar o buquê... nunca tive sorte... e no casamento do meu cunhado caí um mega tombo!Estraguei as fotos.. kkk mas foi engraçado! O Mateus até hoje brinca e diz que a nossa afilhada Juliana mudou a forma de jogar o Buquê porque não queria uma madrinha descoordenada como eu estatelada no chão. hehehe
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Eu amei essa, e as risadas foram inevitáveis....
    Mas será q vale pega o buque sem ainda ter se quer um namorado... Hahahaha
    Mas esse momento é um dos mais divertidos e q certamente alegre todos os presentes.
    Amei amei amei
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Lica querida!!! Eu já passei por alguns tombos também...nem lembrava disso...rs Pensando por esse lado a idéia da Jú foi extremamente feliz mesmo. Seriamos duas estateladas no salão e provavelmente nenhuma teria a sorte de ficar com o buquê!
    Fico muito feliz que tu esteja curtindo o blog... já está nos preparativos também?
    Beijão e sucesso!

    ResponderExcluir
  12. Dani amada! Vê se tu vai treinando pra pegar o meu buquê né? Vai que tu arruma um namorado lá na festa mesmo...rs Quero só ver a mulherada tão enlouquecida quanto eu fico nessa brincadeira mega divertida.
    Beijo, beijo, beijoooo

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Ai guria... preparativos, não... a ideia é viajar para Londres, que é um grande sonho, já que a grana pra festa tá curta... mas quem sabe né? Por enquanto vou sonhando... A-D-O-R-O blogs sobre casamento e amooooo vestidos de noiva! Acho que vou participar daquele concurso da Nova!com o vestido na mão não tem como fugirrrrr hehehe
    Beijão

    ResponderExcluir