quinta-feira, 17 de maio de 2012

Mais um!



Quem vai querer pegar o meu buquê?

Sei que nesse momento tem dezenas de amigas lendo esse post e loucas para falarem “euuuu quero”, mas fiquem tranqüilas meninas, a maior desesperada por buquês –euzinha – que modéstia a parte tenho muito talento no quesito “pular bem alto e não dar chance para que as outras solteiras peguem o bendito buquê”, como vocês já puderam comprovar em alguns relatos aqui no blog, vai se casar e deixar toda a diversão para vocês. Mas não vale ficar acanhada não? Tem que querer!

Voltei com essa história de buquê porque eu acabo de “pegar” mais um, sim, é fato registrado. Não fui a nenhum casamento (e sim, estou torcendo para que eu seja convidada para algum antes do meu, para pegar mais um buquê, é claro), mas fui ao Workshop Inesquecível Casamento, como já contei por aqui, local onde o fato ocorreu. Durante os desfiles e talk shows muitos prêmios e brindes foram sorteados, como diárias em hotéis por todo país, acessórios para noivas – incluindo um colar de pérolas magnífico – livros, ensaios fotográficos e...buquês, o que eu ganhei. Detalhe que não foi sorteio; o apresentador chamou ao palco as noivas que iriam casar-se em outubro deste ano, após isso perguntou quem casaria na segunda semana do mês, curiosamente apenas eu, a presenteada. Parece até brincadeira, mas é verdade mesmo. Olhem só a fotinho com o querido Bruno Chateaubriand.


Meu vale buquê- com Bruno Chateaubriand em WIC Curitiba.


Agora vocês devem ter se parado para perguntar: mas a floricultura não é do Paraná? É sim, e só fui estudar meu presente mais a fundo no último dia do workshop. Como fazer flores naturais durarem uma viagem por transportadora? Buscar é inviável financeiramente. O fornecedor até propôs embalar numa caixa com gelo, mas sem entusiasmo. Resolvi então “jogar” o meu primeiro buquê, para dar sorte a alguma noivinha de Curitiba: entreguei ao Bruno Chateaubriand ao final do Workshop e pedi para que sorteasse novamente o buquê entre as participantes que ali estavam. Sentimento estranho, mas com ares de missão cumprida.



Boa quinta a todos e confiram mais algumas dicas de buquês super diferentes logo abaixo.



Beijos



Josi


Buquê de pérolas, um luxo que dispensa qualquer comentário /Foto: reprodução


Buquê de rosas brancas com plumas, diferente sem quebrar a sofisticação das flores /Foto: reprodução


Buquê de laranjas e flores, mantém a beleza da natureza, mas definitivamente não faz meu estilo. Um de morangos pareceria mais romântico, não?rs /Foto: reprodução


Buquê de pimentas, pra espantar o mal olhado. Lembram da noiva Flávia Friedrich? Ela usou um buquê como esse. /Foto: reprodução

Buquê de plumas e strass. Eu particularmente gostei muito, mas só deve ser usado acompanhado de um vestido bem limpo para não parecer alegoria carnavalesca /Foto: reprodução



Buquê de Piriguetes, para o noivo. Há quem ache engraçado, eu acho machista e de mal gosto. Ora jogar as piriguetes pros amigos? Compromisso vem antes de aliança na mão esquerda, não concordam? /Foto: reprodução

Buquê para amantes da grandes marcas ou o oposto, ecologicamente correto? Olhem só esse buquê feito com latas de Coca-Cola. Conheço várias amigas que usariam sem pensar. Super alternativo /Foto: reprodução

Buquê de cupidos. Esse vai ao encontro dos famosos buquês de Santo Antônio e sapo e também é genial. Que tal flechar vários corações apaixonados? /Foto: reprodução








Um comentário:

  1. Adorei o de coca cola e o dos Cupidos.... genial!!!! Qual será o buquê da Jojo? Surpresaaaa (surpresa inclusive pras madrinhas, porque a gente jura que a gente não sabe desse detalhe)

    ResponderExcluir