segunda-feira, 4 de junho de 2012

E o primeiro pedaço vai para...



Se as festas de casamento tivessem que ter um único símbolo esse sem sombra de dúvidas seria o bolo. A tradição dos noivos cortando juntos o primeiro pedaço e dividindo aquele momento como se fosse o início de uma vida doce é um ritual que se repete de geração em geração, e receber uma fatia do bolo do casal é considerado uma honraria, ou pelo menos era... Os dilemas atuais sobre a escolha do bolo não se restringem ao sabor, a escolha da cor, o formato. A questão dos casamentos modernos é ter ou não ter bolo, ou melhor ter um bolo para servir aos convidados ou uma maquete, apenas para simbolizar o momento? 


O bolo de casamento de Jacqueline Kennedy/reprodução.


Essa tem sido uma das nossas dúvidas entre o checklist do mês. Analisando algumas festas e conversando com alguns recém casados a solução sempre se repete: invista em um bolo falso. Além de ficar lindo em meio a decoração – e não correr o risco de desandar – ninguém parece ter mais muita vontade de comer uma fatia de bolo em meio a tantas opções oferecidas. Se pararmos para pensar, isso é fato. Degustar em menos de 8 horas (tempo de festas longas) entradas, o jantar sempre super caprichado, a sobremesa, as infinidades da mesa de doces e da área do café, além do lanche da madrugada já é uma maratona gastronômica, servir um bolo em meio a tudo isso é um desafio enorme.

Há quem prefira manter a tradição do bolo, principalmente aqueles que têm uma família numerosa ou com várias gerações presentes. Quem opta pelo bolo falso nesses casos já traz aos convidados fatias de bolo direto da cozinha, que pode ter um formato bem simples, pois não irá ser visto inteiramente pelos presentes.

Se já sabemos de tudo isso, qual então é a dúvida? O nosso dilema reside no fato de que um bolo de verdade, decorado, pronto para ser visto pelos convidados no salão sai praticamente o mesmo preço de um bolo maquete. O que fazer? Optar pelo bolo falso tem sido a solução para casais que - assim como nós - não serviram o bolo. Porém, mesmo que um bolo verdadeiro não seja tão belo quanto um falso ele pode alegrar os familiares no dia seguinte, após o termino de toda maratona do casamento. Que delícia um bolo de casamento no dia seguinte não?

 

Qual a opinião de vocês sobre isso? Bolo falso ou verdadeiro?



Beijos



Josi

4 comentários:

  1. Oi Josi, acho que o último parágrafo do teu post já denuncia a tua opinião... E hoje em dia os bolos verdadeiros são tão lindos quanto os falsos, os cake designers usam a tal pasta americana e com isso os bolos ficam mais bonitos. Eles se puxam nos sabores também: ganache de chocolate, nozes, avelã... Pode parecer papo de gordo, mas se os valores ficam os mesmos, vai de bolo verdadeiro! E se sobrar, pode contar comigo para acabar com ele! he, he, he... Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Josi, acho que o último parágrafo do teu post já denuncia a tua opinião... E hoje em dia os bolos verdadeiros são tão lindos quanto os falsos, os cake designers usam a tal pasta americana e com isso os bolos ficam mais bonitos. Eles se puxam nos sabores também: ganache de chocolate, nozes, avelã... Pode parecer papo de gordo, mas se os valores ficam os mesmos, vai de bolo verdadeiro! E se sobrar, pode contar comigo para acabar com ele! he, he, he... Bjs

    ResponderExcluir
  3. Pode deixar Saiuri...se a escolha for essa guardarei um pedaço pra ti sim...rs
    Beijão e obrigada!!!!

    ResponderExcluir
  4. hummmmm o bolo.... detalhe especial nesse quesito também são os noivinhos do topo do bolo!!!!! Eu acho uma graça!

    ResponderExcluir